Frases

3 de nov de 2015

Adorando na simplicidade


"O grande místico muçulmano Jalalad-din el-Roumi ensinou e muitos de nossos pretensos doutores da Lei Islâmica não conseguem entender. Roumi conta um diálogo entre Deus e Moisés, quando este havia repreendido um pastor ignorante: 

- 'Dize-me onde estás, para que possa te servir, para que eu arrume teus calçados e te penteie os cabelo', pedira o pastor.

- 'Infiel!', dissera-lhe Moisés, que estava passando por ali. 'Isso não passa de bobagem e de impiedade. Deus não tem necessidade disso. Atribuir-lhe estas necessidades é um verdadeiro insulto.'

Confuso, o pastor fugiu para o deserto. Foi então que Deus repreendeu seu profeta:

- 'Acabas de separar de mim um de meus servidores. Fostes enviado para unir não para separar... Nós demos a cada um, um caráter próprio, uma linguagem especial . O que é louvor para ele é censura para ti; o que para ele é mel, para ti é veneno... Encontro-me acima de toda pureza ou impureza. Não criei os seres para tirar proveito deles mas para manifestar minha benevolência para com eles... Não sou purificado por seus louvores; são eles que se tornam mais puros. Não considero o exterior e as palavras, mas o estado do coração e o interior... Porque o coração é a substancia e as palavras são os acidentes'.

Roumi disse também:
- 'O não-Ser e o imperfeito são os espelhos da beleza de todos os seres'."

KESHAVJEE, Shafique. "O Rei o Sábio e o Bufão": Uma Fábula Sobre Deus. São Paulo: Nova Alexandria, 1999, p.74.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...