Frases

29 de fev de 2012

Aquarela do Criador


Deus criou o homem por último, segundo o livro de Gênesis. Somente depois que tudo estava bom aos Seus olhos, Ele inseriu o homem nesta obra de arte chamada Terra. E este homem é a assinatura do Autor nesta obra, pois somos feitos a Sua imagem e semelhança. Você é a assinatura de Deus neste mundo.

No entanto, o homem ao se deparar com a beleza deste mundo e a liberdade que dispunha diante do Criador, se rebelou contra o Autor da Vida. Decidido a experimentar um novo tipo de liberdade, onde ele mesmo seria o seu senhor, o homem afastou-se de seu Criador. Na jornada pela busca da felicidade, que a sua nova liberdade prometia lhe dar, o homem então conheceu o sofrimento. Não era assim que ele imaginara que seria a sua própria liberdade. A liberdade cobra seu preço.

Deus rapidamente saiu-lhe ao socorro. Criou regras e Leis para que o homem pudesse encontrar o caminho de volta a Verdadeira Liberdade. Mas o homem não conseguiu seguir as leis de seu Criador, e cada vez mais se distanciava dEle. Perdido, passou então a destruir a própria criação: escravizou seus irmãos, vendeu seus filhos e filhas, esfolou os pobres, e até mesmo criou outros deuses na tentativa de encontrar a velha Liberdade. O quadro foi perdendo pouco a pouco sua cor.

O Criador enviou-lhe mensageiros, profetas diria o homem, anunciando que Sua correção viria sobre o homem, e mais uma vez o chamou para juntos começar de novo. Mas o homem não deu ouvidos aos mensageiros. As poucas vezes em que quis tentar seguir o conselho era uma tentativa ilusória: o fazia somente diante de outras pessoas, mas era para dizer que era melhor do que os que não tentavam. Mas nada se faz oculto ao Criador que sondava-lhe o coração para por á prova as suas intenções.

Foi então que o Grande Autor pôs a parte final do Seu plano em prática: Ele abriu mão de Sua condição de Autor e tornou-se criatura, semelhante ao homem, sem deixar de ser O Criador. Coisa que só Ele mesmo para fazer. Decidido a ensinar a criatura o Caminho de volta pra casa, Ele viveu em meio ao homem. Fez coisas maravilhosas para lhe mostrar que voltar era possível. O quadro voltou por um momento a exibir aquela magnífica cor que tinha no início, como bereshit.

Mas o homem não conseguiu compreender, e mais uma vez escolheu o fruto proibido: “Solta-nos a Barrabás”, clamou em alta voz. E como solvente, a morte veio sobre o Criador, apagando-O do quadro. No entanto, Ele ainda era O Criador. E três dias depois voltou a aparecer em meio à criatura, com um pincel á mão para que juntos desenhassem o caminho de volta para casa.

Sua passagem pelo belo quadro não foi em vão. Embora já não possa enxergar o Criador á caminhar pelo quadro, suas cores e traços ainda podem ser vistos em todo lugar. Se olhar bem poderemos encontrar o Caminho que Ele desenhou com tinta escarlate. O quadro aos poucos volta a ser aquilo que um dia foi. De forma lenta, talvez. Mas de forma contínua.

E o Autor e Criador da Vida continua a chamar sua criatura, para mais uma vez, começar de novo. Basta  estender a mão para que juntos continuemos a pintar este quadro de Verdadeira Liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...