Frases

29 de dez de 2011

Um chamado á nudez

Eu pensei que tinha entrado de férias do blog, mas minha vida pessoal me faz ter momentos de loucura em frente ao teclado. O que escreve abaixo surgiu depois de ter publicado em meu perfil uma nota sobre um blog com o seguinte endereço: <http://asevangelicasmaisgostosas.blogspot.com>, que vi no Genizah.
"E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás? E ele disse:
Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me."
Gênesis 3:9-10

Muita gente me pergunta o por quê de publicar coisas ruins sobre o cristianismo. Isso é um fato inegável e por muitas vezes tentei largar este hábito. Eu publico tais coisas não com intenção depreciativa do cristianismo, afinal de contas eu sou cristão, seguidor do Cristo vivo, embora essa última afirmação seja um mero pleonasmo.

Divulgo alguns erros (alguns, não todos os que tomo conhecimento, pois este não é um blog desta temática), com intuito de ajudar meus irmãos a não cair na ignorância de acreditar que "está tudo bem", de que estamos cumprindo perfeitamente a vontade de Deus e assim sermos tal qual o servo que recebeu apenas um talento e decidiu guardá-lo (Mateus 25).

Como movimento de "religamento á Deus", cometemos erros e estamos sujeitos as mesmas vaidades daqueles que chamamos de ímpios. Meu intento é que os cristãos façam uma auto-avaliação constante, pois arrependimento,"metanóia", é uma mudança diária de mentalidade e não uma ato "conversionista" que fizemos um dia ao irmos á frente e dizermos "que aceitamos Jesus".

Muito me admira o quanto somos tapados á cerca da História, da Vida e de nós mesmos. Não paramos para ver o quanto o nosso movimento cristão já cometeu atrocidades ao longo dos últimos dois mil anos da história. Obviamente houveram acertos, mas "acertos" que não apagam as marcas horrendas que fizemos aos índios, aos negros, aos judeus, aos muçulmanos, aos sem-fé, aos que pensavam diferente, etc.

A vida nos mostra que há algo de errado com o nosso movimento. Estamos perto da marca de 25% de evangélicos e 70% de católicos. Mesmos se agirmos de forma leviana e dizer que "somente evangélicos são cristãos", como alguns insistem, os números nos mostram que não estamos fazendo a diferença no cotidiano brasileiro: criminalidade está alta; corrupção em níveis históricos; aumento do número de divórcios; gravides indesejada em moças cada vez mais jovens; indiferença com os menos favorecidos é a mesma de sempre; e muitas outras coisas poderiam ser escritas aqui. Englobando as duas vertentes do cristianismo vemos que há algo de errado conosco.

E temos a ousadia de acreditar no indelével e imaculado caráter pseudo-cristão. Nós cristãos, estamos nos grupos que citei acima dos que divorciam, cometem crimes, roubam, etc. A taxa de divórcio entre cristãos-evangélicos é a mesma entre os cristãos-católicos, ou seja 95% dos brasileiros disto "cristãos", propensos aos mesmos erros. E como fingimos que isso não acontece? Preferimos acreditar que as coisas acontecem por punição de Deus ou porque um irmão está em pecado. Que nojo...

Quando a nossa nudez é exposta ao mundo, somos como Adão que corre para trás da moita e de lá ficamos dizendo que não podem publicar/mostrar a nossa nudez. Não aceitamos que no Corpo de Cristo há brotoejas cheias de pus amarelo e mal cheiroso. Talvez a maior das enfermidades que Cristo levou sobre si, seja eu e você.

Vamos largar o triunfalismo evangelical de lado. Larguemos a mania de achar que o nosso movimento não cambaleia pelo Caminho arrastando uma perna quebrada e está sustentada por uma bengala podre que está para se partir a qualquer momento. Acordem!

Cristãos! O tratamento de Deus para com Adão só pode ter começo quando Adão "entregou" o seu esconderijo e reconheceu que estava nu.  Devemos reconhecer diante de Deus que estamos nus e que precisamos de ajuda. A salvação passa pelo reconhecimento do erro seguido do pedido de socorro á Quem pode ajudar. 

Deus não nos quer humilhados diante de nossos erros. As prostitutas, adúlteras e cobradores de impostos da Palestina do Século I que o digam. Assim que o Filho Pródigo reconheceu que havia errado com seu pai e lhe pediu perdão, seu pai mandou que lhe trouxessem roupas novas. Deus espera de nós não uma nudez física, mas uma nudez da alma. E para as almas que decidirem se desnudar diante do Pai, Ele promete,

"Venham, vamos refletir juntos", diz o Senhor. "Embora os seus pecados sejam vermelhos como escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; embora sejam rubros como púrpura, como a lã se tornarão." Isaías 1:18

3 comentários:

  1. Concordo plenamente Felipe. Assino embaixo. Devemos ser maduros pra admitir que temos muitos problemas e erros. Sim é questão de maturidade debater isso abertamente, sem panos quentes.

    Me lembrei de um textyo de Leonardo Boff a Carta Maior onde ele fala sobre pq ficar no PT. ( Veja não sou fã de Leonardo Boff. Acho ele meio babaca. Ele não consegue separar a sensibilidade com as questões sociais e drama dos pobres, da seriedade e zelo com questões doutrinárias. Esse é meu problema com ele, mas não o descarto. Tem muita coisa interessante em sua teologia e em seu pensamento no geral.)

    Bom o texto fala de politica, mas como vc é bom em paráfrases vc vai entender.

    Nesse caso o pensamento é válido para questões como Pq ficar na ICAR, ou pq ficar na Igreja Evanjélica ou Pq continuar sendo cristão? e ouitras coisas mais.

    http://www.cartamaior.com.br/templates/colunaMostrar.cfm?coluna_id=2207

    ResponderExcluir
  2. Bom, não conclui meu pensamento. Não devemos nos envergonhar do Corpo de Cristo por mais que ele tenha feridas. Não devemos escondê-las. Devemos tratá-las abertamente. e amadurecer com elas.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...