Frases

5 de dez de 2011

Toda nudez será castigada

(Pintura de Giuseppe Dangelico)

por Maurílio Ribeiro da Silva

Fique tranqüilo, não é um sermão moralista e nem uma análise crítica da obra homônima de Nelson Rodrigues. Trata-se de um caso real e de uma reflexão a partir da atual realidade cristã.

Por volta do meio dia, transitava confortavelmente no início da avenida Antônio Carlos, quando uma cena constrangedora me chamou a atenção. Uma moradora de rua trocava tranquilamente de roupa sob um viaduto. Eu pensei: haveria um local mais adequado para isso?

A velha amiga, a consciência cristã acordou e me fez algumas indagações: onde? Em que quarto? Em que banheiro? Seu quarto era a rua, seu teto era o céu.

Apesar da cena, ela não era isenta de pudor como eu cheguei a pensar. Enquanto trocava de roupa ela se ocultava dos outros moradores de rua, atrás de uma pilastra do viaduto. Não parecia lógico se esconder de alguns enquanto se exibia para os demais. Com algum esforço entendi a lógica daquela situação. Ela não fazia parte do meu mundo “normal”. Como cristão eu a excluí e como excluída, ela só se preocupava em dar satisfações ao seu próprio mundo, o mundo “da rua”.

Meu grande assombro foi perceber que nós cristãos também agimos assim e criamos um mundo para nós. O mundo da “Igreja”, onde nem todos são bem vindos, onde nenhum morador de rua pode utilizar o banheiro para se trocar. Nesse nosso “mundinho” particular, nos ocultamos dos homens, enquanto expomos nossa nudez para Deus.

Por si só essa crítica não possui qualquer mérito se não produzir ação e reação e, como continuei o meu caminho, achei que a lição já estava dada. O melhor veio em seguida.

Assim que alcancei o anel rodoviário uma cena surreal chicoteou meu espírito. No acostamento, estragada, havia uma caminhonete atrapalhando o trânsito. Até aí nada de anormal, se não fosse a carga: um manequim vestido de Super Homem e outro de Homem Aranha.

Apesar da hilária cena, percebi o paradoxo que ronda minha alma cristã: aparência de poder, revestida de imobilidade.

Eu até tentei, mas, não consigo escrever mais nada.

2 comentários:

  1. Ótimas reflexões, amigo. Também estou pasmo com a desconexão (ou falta de nexo) do Comportamento Cristão atual, sobretudo dos chamados "crentes engajados". Eu também escrevi algo sobre "toda nudez será castigada", mas, este comentário é só para dizer que estou fazendo parte dos seguidores de seu BLOG e gostaria muito que você também fizesse parte do meu. Fiquei curioso: de onde você tirou a expressão "mero Cristianismo"??? Se for de onde imagino, então nós dois temos muito em comum. Chamo-me João Valente, mas sou mais conhecido por Prof. JV. Clique em meu quadrinho e siga meu BLOG também, ok?... Um abraço e feliz ano novo.

    ResponderExcluir
  2. Olá João, tudo bem?

    O nome do blog vem do livro do C. S. Lewis "Cristianismo Puro e Simples", do original "Mere Christianity". A ideia é tentar esmiuçar o Evangelho e torná-lo simples de ser entendido e vivido. Isso tudo á partir das minhas indagações, frustrações e gritos de minh'alma.

    Vou seguir seu blog. Um forte abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...