Frases

14 de dez de 2011

Como matar ou amar a concorrência em 10 lições

por Maurílio R. Silva

COMO MATAR A CONCORRÊNCIA EM 10 LIÇÕES

Não se assuste com o título, a intenção é chocar. Já imaginou se ver livre das pessoas que concorrem com o seu prestígio na igreja, na carreira ou na família? Vamos dar dez dicas valiosas para “escorraçar” de vez aquela pedra que não sai do seu sapato, aquela mosca que insiste em nadar na sua sopa:

1 - Torne seu rival invisível. Finja que ele não existe, repita os discursos dele como se fossem seus e como se ele nunca tivesse tocado nesse assunto, assim você diminui a influência dele sobre as outras pessoas;
2 - Fale insistentemente sobre o que ele mais sabe, assim você o desacredita e passa a levar o crédito, mesmo que essa não seja a sua formação;
3 - Continue sendo agradável e dando aquele sorriso fingido, assim ele não percebe os seus planos;
4 - Fique à distância e finja ignorar qualquer coisa que ele fale ou ensine e, assim que for possível pesquise no Wikipédia, aprenda e repita a segunda dica;
5 - Fale mais sobre você mesmo em seus discursos. Cite suas qualidades, suas vontades, suas experiências. Não esqueça de exagerar um pouco;
6 - Procure se associar a cúpula e deixe que as pessoas mais simples (que são volúveis) fiquem ao lado dele;
7 - Procure falar ou fazer aquilo que mais irrita seu oponente. Para isso, utilize as próprias palavras dele (retiradas do contexto). Repita a segunda dica, mas dessa vez com um sorrisinho sarcástico no canto da boca;
8 - Não gaste tempo se igualando intelectualmente ao rival (isso dá muito trabalho). Use algumas palavras difíceis e todos vão achar que você é “o cara”;
9 - Torne a família do seu rival invisível. Isso também diminui a influência dele;
10 - Se nada disso der certo, entre para a família do chefe. Você vai estar tão perto do coração (ou do cofre) dele, que ninguém vai ousar te enfrentar mais, mesmo quando você está errado.

COMO AMAR A CONCORRÊNCIA EM 10 LIÇÕES

Esse título assusta mais ainda, a intenção também é chocar. Já imaginou que se ver livre das concorrências na igreja, na carreira, na família? Vamos dar dez dicas valiosas para “abençoar” de vez aquela pedra que não sai do seu sapato, aquela mosca que insiste em nadar na sua sopa, mas, que apesar de tudo, continua sendo alvo do amor de Deus:

1 - Não tenha rivais, mas, se infelizmente tiver, dê a ele a precedência. Dê importância a tudo o que ele fala;
2 - Ao falar sobre algo que é da formação dele, cite-o por respeito;
3 - Continue sendo agradável, não por fingimento, mas por amor;
4 - Leve em consideração tudo que ele falar. Você vai se surpreender ao perceber que pode aprender muito com ele; que você não sabe tudo e que tem uma longa estrada pela frente;
5 - Não fale sobre você mesmo em seus discursos. Não cite suas qualidades, suas vontades, suas experiências. Se for necessário falar, não exagere;
6 - Procure se associar a todas as pessoas, inclusive àquelas simples, que por serem volúveis precisam de maior cuidado;
7 - Procure falar ou fazer aquilo que não irrita seu oponente. Não seja sarcástico e sorria de bem com a vida;
8 - Gaste tempo crescendo, mas não apenas intelectualmente. Não basta ser um “Einstein”, é melhor ser um “Patch Adams”. Não use palavras difíceis, seja simples como a vida deveria ser;
9 - Acolha a família do seu rival. Não há rivalidade que sobreviva diante de um ato de carinho com os filhos;
10 - Se nada disso der certo, traga o rival para a família de Deus. Ele vai estar tão perto do coração do Pai que vai enxergar um irmão em você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...