Frases

14 de set de 2011

O silêncio de Cristo



Filipinho era uma criança prodígio. Na mais tenra idade decorou versículos, capítulos e até livros inteiros da Bíblia.

Não demorou muito e ele se tornou um pregador mirim, recitando a Bíblia em verso e prosa. O tempo passou e “naturalmente” Filipinho se tornou o pastor Felipe.

Na primeira semana, uma viúva idosa, de cor negra, cabelos crespos e poucos dentes, entrou no gabinete pastoral desfiando um rosário de problemas:

- Pastor, eu estou desesperada, minha pensão não está dando para o aluguel e as despesas.

Imediatamente os neurônios de Felipe entraram em tempestade cerebral com fortes ventos, raios e tormentas de versículos decorados ao longo dos anos:

- Minha irmã, a Bíblia diz: trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim , diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal ...

- Eu sei pastor, eu sou dizimista! O problema é que o meu filho presidiário deixou duas filhas pequenas e a mãe das meninas fugiu no mundo.

Fui moço e hoje sou velho. Nunca vi o justo desamparado e nem a sua descendência mendigar o pão.

- Eu tive que tirar as meninas da escola e o Conselho Tutelar está tentando tomá-las de mim, o que eu faço?

-A Bíblia diz que o mal perseguirá os pecadores, mas os justos serão galardoados com o bem.

A pobre viúva saiu dali desesperada e decidida a procurar ajuda com o padre da paróquia de seu bairro.

Na semana seguinte, um irmão de semblante angustiado entrou com dificuldade no gabinete, quase não passando pela porta, tamanha a obesidade:

- Pastor, me ajude, eu estou morrendo! Eu estou com o colesterol e a glicose nas alturas, o médico disse que a única solução é a redução de estômago. O que eu faço?

Novamente a “erudição” mnemônica entrou em ação:

Se és homem de grande apetite, põe uma faca à tua garganta.

- Mas pastor, o médico não quer cortar a minha garganta não, ele quer cortar é o estômago.

Não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

- Entendi, entendi! Graças a Deus pastor! Eu estava morrendo de medo de fazer essa cirurgia, estou mais aliviado.

O pobre irmão saiu espremido, mas com um sorriso de satisfação, sem saber de seu destino fúnebre.

O tempo passou até atingir a consumação máxima de todas as coisas. Toda a humanidade foi chamada a prestar contas. Felipe tomou seu lugar na grande fila.

Os homens eram chamados por seus nomes e para alguns, Jesus declarava: Vinde benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo!  Em seguida a pessoa era conduzida pelos anjos até um lugar maravilhoso, de pastos verdejantes.

Para outros, a declaração mudava: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e os seus anjos.

O pobre coitado era conduzido imediatamente para um local de sofrimento e dor.

Quando Felipe se aproximou, num relance ele viu a viúva brincando com suas netas sobre a relva, enquanto o irmão obeso cantava uma linda canção de louvor.

Ele sentiu um aperto no coração quando olhos de fogo perscrutaram seus mais íntimos segredos e em silêncio, o Senhor apontou para a esquerda. Enquanto os anjos o conduziam, Felipe gritou com todas as forças de sua alma: - Por que Senhor? Por quê? Ele ouviu apenas o eco de suas perguntas e agora teria toda a eternidade para compreender a resposta.

Os anjos, perplexos com o que havia acontecido, perguntaram:

- Senhor, por que não recitastes as palavras?

Com o semblante sereno e justo, o Senhor respondeu:

- O homem que usar indevidamente as minhas palavras como espada e faca e deixar de usar de misericórdia, matando os inocentes, merece perecer no silêncio de sua própria ignorância.

(É claro que este "Felipe" não sou eu, rs)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...