Frases

1 de jun de 2011

Ainda há tempo


Estava de bobeira olhando o mural do Facebook de uma amiga quando li uma frase de lamento sobre alguém que havia falecido. Curioso, verifiquei a lista de amigos dela e lá estava o perfil do falecido. Não resisti e fui ler o mural de postagens dele. Havia muitas frases postadas. Muitas mesmo. Me chamou a atenção a grande quantidade de mensagens escritas para o rapaz. Amigos, parentes, familiares, namorada, etc. Pude sentir nas declarações um pouco da dor daqueles que conheciam o jovem.

Havia postagens de pessoas mais próximas a ele, onde as pessoas que lhe escreviam contavam sobre o dia a dia, o que haviam feito no dia anterior, o que fariam em breve, dividiam com ele certezas e incertezas dentre outras coisas. Pelo visto ele era uma pessoa amada e amável. Gostaria de ter conhecido ele. Parece ter sido um daqueles caras que todos querem ser amigos, que todos querem saber a sua opinião e seu humor é a diversão da turma.

Mas o que mais me intrigou foi o fato de que muitos que inseriam mensagens a ele, como disse, estavam "conversando", quase confessando, sobre coisas simples do cotidiano mesmo depois quase seis meses após o rapaz ter ido banquetear com Jesus no céu. Eram recados post mortem. Muitos dos recados brotavam de corações saudosos que talvez não tenham tido tempo, ou coragem, de dizer o quanto ele era importante em suas vidas. Declarações apaixonadas, angustiadas, lamentos de saudade, esperança de um novo encontro no céu e outras expressões de pessoas sinceras resgataram em minha mente aquela velha canção: "É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, pois se você parar pra pensar, na verdade não há".

Não digo que seja o caso deles, mas em geral deixamos para dizer eu te amo quando as pessoas já não podem mais nos ouvir. Deixamos para ser sinceros quando não há mais espaço para que a sinceridade seja notada e apreciada. Guardamos as palavras mais lindas para momentos especiais. Momentos que nunca chegam, e se chegam, é no dia em que levamos não flores, mas sim uma coroa delas.

Devemos amar com todas as nossas forças e oportunidades nossos pais, imãos, amigos, esposa e filhos "como se não houvesse" um "amanhã". Não devemos deixar para dar aquele beijo no dia seguinte. Pode ser tarde demais. Não deixe de amar o próximo quando chegar no céu. Não perca tempo amando apenas com palavras, mas com atitudes ("Meus filhinhos, não amemos com palavras nem com a língua, mas por atos e em verdade." 1 João 3:18). Que eu e você não deixemos para dizer que amamos alguém em uma rede social com recados post mortem. Amém.

2 comentários:

  1. Me faz lembra a letra de uma música:

    "Dê-me flores enquanto posso apreciá-las. Depois servirão apenas para cubrir minha sepultura!" APC 16

    ResponderExcluir
  2. Boa. Não tinha pensado nesse música.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...