Frases

19 de mai de 2011

Entre dízimos e campanhas


Gostaria de não gastar mais bytes com esse assunto. É um assunto que desgasta, levanta muros, cria desafetos e derruba homens tementes a Deus, mesmo que estejam fazendo uma exegese "estranha" ás Escrituras.

Lamentável fato ocorreu um dia desses. Fiquei sabendo que um pastor que conheço isse em uma reunião: "Precisamos gangariar novos membros para aumentar as receitas da igreja. Estamos no 'vermelho'...". Creio que não mentiu quem me contou isso. Fico triste por saber que ainda que a frase possa ter sido "mal-colocada", ela corresponde ao que vem sendo dito nos púlpitos de nossas igrejas. Homens fazendo promessas e campanhas para conquistar seus objetivos nabalescos que vão na contra-mão do Evangelho.

A pessoa que me contou isso ama sua igreja. Ama seus irmãos que insistem em compartilhar a fé no ambiente eclesial apesar do atual estado de falência da Igreja e seu clero. Não sou tolo a ponto de pensar que isso acontece em todas as igrejas evangélicas, apenas na maioria. Mas infelizmente essa invadiu cerne da reflexão leiga através de pregadores apaixonados pelos ventos que vieram do Norte, leia-se Estados Unidos. Essa pessoa luta, ora e sofre por sua igreja. Assim como alguns de vocês, é um combatente em tempos de luta pela Verdade.

Contou-me ainda que, embora essa não seja a maior necessidade de sua igreja, foi levantada a hipótese se construir um estúdio para aperfeiçoamento dos levitas. O custo seria repassado aos membros da igreja através de uma "campanha". Ouve líderes que usaram exemplos de outras igrejas (iURd, iMPd, etc.) como exemplo a ser seguido nessa campanha para levantar fundos. Foi o suficiente para ele se levantar e questionar se valeria à pena colocar tamanho "peso" sobre os membros. Disse-me que em silêncio ouviram e começaram a refletir sobre suas palavras.

Fiquei encorajado com sua audácia. Não é fácil falar coisas contrárias ao pensamento comum no covil de seus pensadores. Ele não o fez por mal ou com intuito de menosprezar alguma pessoa. Antes, tencionou trazê-los a lucidez outra vez.

Muitos desses homens baseiam suas "campanhas" em textos do Antigo Testamento, onde o sobrenatural é visto e experimentado a todo o momento. Textos que contém promessas de Deus a seu povo, em caso de obediência, instigam o fiel a colocar totalmente sua vida e fé nas mãos de nosso Criador. E isso é muito bom. No entanto, alguns se esqueceram que já saímos do Egito, já cruzamos o mar e já perambulamos pelo deserto há muito tempo atrás. E Deus insiste em ser "diferente", recusando a abrir o mar novamente preferindo andar sobre ele. As coisas mudam e os milagres também.

No entanto, no Novo Testamento vemos o apóstolo Paulo fazer uma "campanha" com a igreja de Cristo Jesus. Essa campanha está narrada no livro de Atos dos Apóstolos e contam-nos sobre algo que Paulo ousou fazer e que nós pós-modernos nos recusamos muitas vezes. A "campanha" a qual Paulo dedicou esforços para que fosse feita foi o socorro aos irmãos da igreja de Jerusalém quando ouve fome em todo o mundo (nos dias de Cláudio César - Atos 11:27-30).

Entre a "campanha" de Paulo e a de nossos dias existe uma grande diferença: Paulo quis socorrer pessoas; nós intentamos socorrer as coisas. Lutar pelas "coisas" é uma marca dessa geração. O valor das pessoas é dado pelo que elas possuem e não pelo que elas são enquanto seres humanos. Enquanto tivemos em outros tempos Madre Teresa, Martin Luther King Jr., Mahatma Gandhi que se importavam com as pessoas em nossos dias temos líderes que se preocupam em seres vistos e bajulados por uma multidão que muitas vezes merecem os líderes que têm. Lutar pelas pessoas é a única luta que vale à pena.

Oremos.

Um comentário:

  1. Seria muito bom se todos dessem seus dízimos e ofertas apenas por amor a Obra e ao Reino. Infelizmente é muito mais fácil ensinar que o migrador vai levar tudo o que tem se não dizimar e fazer barganha com o Criador por bençãos em troca de dinheiro do que ensinar sobre a Graça e o amor que excede todo o entendimento...

    Evangélho da prosperidade não é nada mais do que uma roda capitalista que transformou as igrejas em empresas voltadas para o lucro... Deus tenha misericórdia de nós.

    www.cristianismocotidiano.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...