Frases

18 de fev de 2011

O risco que Deus assumiu

Olhe ao redor e veja aqueles que se chamam cristãos. Olhe os rostos das pessoas nos bancos de qualquer igreja. É isso o que Deus queria?

A delegação sempre implica riscos, como qualquer patrão logo descobre. Quando você entrega um trabalho a alguém, você não se preocupa mais com isso. E quando Deus "nos confiou a palavra da reconciliação" (expressão de Paulo), assumiu um risco temível: o risco de que daríamos uma péssima impressão dele. Escravidão, as cruzadas, massacres de judeus, colonialismo, guerras, o racismo — todos esses movimentos têm afirmado possuir a sanção de Cristo para suas causas. O mundo que Deus deseja amar, o mundo que Deus está chamando, talvez nunca o veja. Nossos próprios rostos podem estar atrapalhando a sua visão.

Deus, porém, assumiu aquele risco, e, porque o fez, o mundo o conhecerá basicamente através de cristãos. A doutrina do Espírito Santo é a doutrina da Igreja: Deus vivendo em nós. Tal plano é a "loucura de Deus", como diz Paulo numa passagem, e o escritor Frederick Buechner se maravilha diante da "loucura": "escolher para seu santo trabalho no mundo... mentes aleijadas e desajustados e intransigentes e santinhos e pedantes e excêntricos e egomaníacos e acanhados e libertinos disfarçados." "Porque a loucura de Deus", prossegue Paulo, "é mais sábia do que os homens."

Nós que vivemos entre as pessoas imperfeitas e comuns da igreja, nós queso mos as mentes aleijadas e os desajustados e os excêntricos da igreja, podemos querer amenizar as extravagantes afirmações da Bíblia acerca do corpo de Cristo. Sabemos como somos imperfeitos para sermos o seu corpo. Mas a Bíblia é inequívoca.

Extraído de Decepcionado com Deus, de Philip Yancey.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...