Frases

27 de jan de 2011

Quando a ajuda atrapalha

(Publicado anteriormente em dezembro de 2010, em FFCosta)

Outro dia uma irmã em Cristo me contou que estava tentando ajudar um rapaz que havia perdido a namorada. Na verdade o rapaz disse que havia sido "chutado" pela moça. Como o rapaz não era evangélico, começou ela a lhe dizer:

- Não fica assim. Deus tem o melhor para você. Você é mais do que vencedor em Cristo. Jesus te ama. Ele vai te dar uma pessoa abençoada, blá blá blá blá...

Fiquei preocupado com a resposta da irmã. No entanto, não a culpo, pois sei que o zeitgeist desses nossos dias impulsiona as pessoas a dar este tipo de resposta.

Quando digo zeitgeist, quero literalmente dizer “espírito deste tempo”. Tempo esse que deturpa o Evangelho do nosso Senhor Jesus Cristo, ensinando os cristãos a determinarem, tomar posse, repreenderem e profetizarem como se isso fosse algo que viesse de nós mesmo. Já explico.

Quando vemos uma pessoa passando por dificuldades financeiras e nos compadecemos com seu problema, certamente queremos que elas saiam dessa situação. Queremos dizes palavras de consolo e esperança motivando-a a seguir em frente. Mas isso é o nosso coração falando e não o de Deus. Não que Deus não queira que a pessoa saia da situação, mas tudo tem seu tempo (Ec 3.1).

Eu creio que as dificuldades que passamos na vida são para nos fazer crescer. Creio que como os fios de cabelos contados e folhas que não caem, senão pela vontade de Deus (cf. Mt 10), nada de ruim pode acontecer na vida de um cristão. Nada! A não ser que seja pela vontade de Deus. Crendo que Sua vontade é boa e agradável (cf. Rm 12), digo que se sofro é porque Deus está me discipulando ou me corrigindo. Está me fazendo crescer (cf. Jó).

Assim creio que muitas vezes temos que orar e ajudar um irmão necessitado. Ajudar não apenas dando um abraço, mas sendo “mãos”, “olhos”, “ouvidos”, “boca”, “ombro”, “dinheiro”, “conselheiro”, etc., de Deus para este.

Logo, eu abomino este determinismo na igreja, pois não creio que ele venha do céu. Sobre repreender o Maligno e suas obras, tenho por resposta o texto de Judas no nono verso, que diz: “Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda.”. Preciso dizer algo mais?

A minha preciosa irmã não é desta “turma” que invadiu a Igreja do Senhor Jesus. Ela é uma pessoa boa. Tem um coração bondoso e por certo não concorda com estas práticas, ainda que não saiba. Para ela, deixo uma boa frase do C. S. Lewis:

Os seres humanos julgam uns aos outros pelas ações externas. Mas Deus os julga por suas escolhas morais.” – Cristianismo puro e simples.

Sei que ela faz boas escolhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...