Frases

28 de jan de 2011

Musicalidade evangélica brasileira

(Publicado anteriormente em março de 2010, em FFCosta)

Bons os tempos aqueles em que as músicas ditas cristãs, eram compostas por pessoas com conhecimento bíblico mais aprofundado. Houve tempo, onde os teólogos eram os compositores dos hinos. Existem hinos compostos por Martin Lutero, Charles Wesley (mais de seis mil), e muitos outros.

Nos dias de hoje as composições são feitas por pessoas bem intencionadas, no entanto, são réplicas de mensagens ouvidas em cultos. O grande problema é que muitas vezes o pregador pode ter a sua teologia firmada em pontos que existam vários modos de interpretá-los ou no pior dos casos contradiga a Palavra de Deus, como a teologia da prosperidade.

Somos levados a cantar músicas vazias de conteúdo, que refletem o zeitgeist¹, músicas que parecem mantras² gospel, que em muitos casos são uma verdadeira ofensa ao nosso intelecto. Não quero dar exemplos aqui. Acredito que todos os crentes que freqüentam regularmente uma igreja sabem do que estou falando.

"E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios,
que pensam que por muito falarem serão ouvidos" Mt 6.7

Como estudante da Bíblia, peço a Deus que me ilumine para ajudar as pessoas que têm dom para a composição musical. Peço que se levantem pessoas dispostas a adorar ao Senhor em Espírito, em verdade e em sabedoria intelectual com Sua Palavra. Que Deus nos perdoe pela música que baixíssima qualidade e sem mensagem de Jesus que temos feitos os não crentes ouvirem nas rádios evangélicas.

¹ - Palavra de origem alemã que significa "espírito de época, espírito do tempo ou sinal dos tempos".
² - Mantras são poemas e orações hindus, que posteriormente foram adotados pelos budistas. Nelas a repetição de sons e palavras constituem a métrica do canto. Estudos observaram que em algumas culturas não é necessário saber o significado das palavras ditas, desde que haja repetições.

Um comentário:

  1. Louvor ou adoração? Acredito haver uma grande diferença entre louvor e adoração... Louvor, ao meu ver, é um agradecimento, ou oração que fazemos ao Senhor. Adoração é exaltação sem precedentes ou seja, independente da conjuntura da minha vida, é exaltar o nome do Senhor não importando o que esteja acontecendo em minha vida "ainda que a figueira não floresça e mesmo que não haja fruto na vide ainda assim eu me alegrarei em Ti". Que nós possamos deixar de lado um pouco o "eu quero" e colocar em prática o "eu te adoro".

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...